Horario Nobre, Centralizador de Conteúdo
Bem vindo
Login / Registrar

Bob Fernandes/CIA revela: ditadores autorizaram assassinatos no Brasil. Pra Bolsonaro, tudo OK.

Carregando...

Obrigado! Mostre para seus amigos!

URL

Você detestou este video. Obrigado pela sua opinião!

Sorry, only registred users can create playlists.
URL


Adicionado em by in Jornal da Gazeta Cotidiano
18 Visualizado

Descrição

11 de Abril de 1974. William Colby, diretor da CIA, entrega ao então Secretario de Estado, Kissinger, um memorando.
.
Neste documento da CIA uma tomografia do que era, do que foi a ditadura no Brasil.
.
O documento da CIA, liberado 50 anos depois, revela: 30 de Março de 74. Geisel se reúne com Figueiredo, então Chefe do Serviço Nacional de Informações (SNI).
.
E com mais dois generais. O general Milton Tavares, do Centro de Informações do Exército, informa: 104 pessoas já haviam sido sumariamente executadas.
.
Com Geisel presidente, mais 89 execuções. Geisel alertou Figueiredo, seu sucessor: cabia a eles a autorização para mortes, caso a caso.
.
Médici, Geisel, Figueiredo foram 3 dos generais-ditadores.
.
Auto-escalados como presidentes, não apenas sabiam: autorizaram a execução dos que combatiam a ditadura.
.
Matias Spektor, pesquisador da Getúlio Vargas, localizou o memorando liberado pela CIA. Dois parágrafos seguem sob segredo da CIA.
.
O golpe militar de 64 se deu com apoio de amplos setores empresariais, midiáticos e da igreja.
.
A justificativa é estupida. E parte do pressuposto que todos também somos...
.
Instalar uma ditadura, censurar, torturar e assassinar para impedir a instalação de...uma ditadura.
.
Diante dessa estupidez lembremos: militares da ditadura Argentina terminaram a vida condenados e presos. Presidente de 76 a 81, o general Videla morreu na cadeia.
.
Em qualquer lugar do mundo é dever-cidadão enfrentar um regime ilegal. Uma ditadura.
.
Mandela, Ghandy, Soljenítsin, de Gaulle enfrentaram ditaduras. Foram chamados de "subversivos", "terroristas".
.
A respeito das revelações da CIA, Bolsonaro, candidato a presidente, disse: "Quem nunca deu um tapa no bumbum do filho e depois se arrependeu? Acontece".
.
Em TV, Bolsonaro já defendeu "tortura", "golpe", "guerra civil" e "matar uns 30 mil, a começar por Fernando Henrique".
.
Numa ditadura eu jamais poderia dizer isso aqui. E se dissesse não passaria da esquina.
.
Numa ditadura vocês, amigas e amigos, hoje só saberiam da lista dos convocados para a Copa. Jamais ouviriam sobre listas de assassinados pela ditadura.

Envie um Comentário

Comentários

Seja o primeiro a comentar
RSS