Horario Nobre, Centralizador de Conteúdo
Bem vindo
Login / Registrar

Colunas


  • Como as empresas de mídia de TV podem se antecipar ao gerenciamento de canais

    Muitas empresas de mídia estão criando novos canais e subdivisões e estão fazendo parcerias com novos fornecedores para manter o ritmo.

    No ano passado, o Cirque du Soleil produziu simultaneamente 20 shows diferentes que foram realizados em todo o mundo, vistos por mais de 10 milhões de pessoas. Para garantir que essas produções sejam lucrativas, a empresa começou a usar o software de logística da SAP, centralizando a gestão de negócios de sua sede em Montreal.

    Hoje, as empresas de mídia de TV também estão lidando com a forma de gerenciar a logística de seus negócios. O conteúdo da TV está começando a ser distribuído em OTT (Netflix, Itunes), VOD (Vídeos sob demanda) , celular e social. Os anunciantes querem uma parte de cada um desses canais e estão interessados ​​em públicos-alvo e canais de conteúdo endereçáveis ​​que dividem os preços padrão do GRP. Muitas empresas de mídia estão criando novos canais e subdivisões e estão fazendo parcerias com novos fornecedores para manter o ritmo. Essas ações, embora tenham boas intenções, podem sair pela culatra se não forem coordenadas entre processo, tecnologia e estratégia. As empresas de mídia devem seguir vários princípios estratégicos amplos para garantir seu sucesso a longo prazo em novos canais.

    Centralize o controle sobre seus ativos

    As empresas de mídia devem começar com uma audiência centralizada e estratégia de produto. No início deste ano, a NBCU anunciou o Audience Symphony, para reunir os diferentes tipos de publicidade direcionada ao público-alvo que eles criaram em seus diversos canais avançados de distribuição de conteúdo de TV. Este é o movimento certo. As empresas de mídia que não estão tão à frente quanto a NBCU devem fazer o que puderem para começar com uma abordagem centralizada. Sem a centralização, os novos canais não são tão escalonáveis ​​e é mais difícil obter insights de vários canais.

    Centralizar um público-alvo e os produtos vendidos contra ele dão às empresas de mídia controle sobre as vendas de anúncios, um entendimento de frequência e melhores insights para todo o negócio (por exemplo, quais canais entregam mais valor ou têm o maior engajamento), de uma única estratégia, e um campeão que pode conter experimentos desonestos que não adicionam valor escalável. É por isso que muitas empresas, incluindo a Comcast e a Charter, instalaram veteranos de TV direcionados no comando de suas empresas de receita publicitária.

    Uma estratégia centralizada também requer tecnologia capaz de unir formas diferentes de dados. Alguns DMPs como o Lotame estão começando a gerenciar dados de TV, bem como dados digitais. No entanto, as empresas de mídia também devem estar atentas a novas formas de gerenciamento de dados que possam se adequar melhor à publicidade avançada na TV, que inclui audiências, canais, formatos, métricas, preços e outros elementos importantes. Recentemente, por exemplo, as empresas de varejo começaram a usar algo chamado de “CDP” ou “plataforma de dados do consumidor”, que se concentra na criação de perfis avançados de indivíduos com dados primários, em vez de cookies.

    Seja fácil de trabalhar

    Os consumidores não são os únicos que se habituaram à conveniência através da tecnologia. Embora as empresas de mídia de TV linear tenham um processo de negociação relativamente opaco com anunciantes que podem durar dias entre as rodadas, alternativas digitais como o Google e o Facebook oferecem segmentação automatizada de público-alvo. Os anunciantes não vão esperar por mais tempo apenas para receber uma proposta de uma empresa de TV que também inclua uma pequena adição de TV programática ou entrega OTT quando eles puderem alcançar o público com o pressionar de um botão de empresas como Google e Facebook.

    Turner, Fox e Viacom abordam outra questão - a complexidade - em sua carta sobre a iniciativa Open AP, em que enfatizam a necessidade de metas de público-alvo consistentemente definidas e de medição e relatórios padrão. Essa é uma área em que as empresas de mídia farão bem em trabalhar juntas e fazer com que os anunciantes, inadvertidamente, dificultem que todos façam negócios colocando camadas em uma variedade de novas métricas e metas de desempenho. O problema da mídia digital com muitas métricas é um exemplo dos problemas causados ​​quando as empresas de mídia permitem que a complexidade ofusque suas ofertas.

    Manter o controle do navio

    Os editores digitais não se concentraram o suficiente em manter o controle no mercado. Os preços programáticos são baixos, embora sejam mais direcionados do que os vendidos diretamente. Os anunciantes trazem seus próprios dados de público-alvo, deixando os dados do editor enfraquecidos. Os compradores exigem uma variedade de métricas e padrões de qualidade que são regidos por relacionamentos de fornecedores caros e arbitrários. Mesmo os padrões de relatórios favorecem os anunciantes, permitindo discrepâncias a favor do comprador em até 10%, com o próprio servidor de anúncios como fonte de registro.

    As empresas de mídia de TV devem ter uma voz alta à medida que os padrões avançados de TV são elaborados para evitar as normas do setor que os prejudicam. As empresas de mídia devem começar a falar agora sobre o que querem em um futuro equivalente de TV direcionado aos Termos e Condições de publicidade digital padrão do IAB.

    As empresas de mídia também devem começar a proteger ativos internos e controles de receita. As informações centralizadas sobre o produto em um único catálogo proporcionam aos vendedores o controle sobre o processo da proposta e dão às equipes de entrega controle sobre a execução da campanha. As equipes de otimização de rendimento garantem que os preços e a entrega da campanha sejam maximizados. Novos fornecedores devem ser examinados em busca de transparência e práticas justas de pagamento.

    Com o Facebook e o Google dominando as editoras cujos negócios já migraram para o mundo digital, está claro que as empresas de mídia de TV enfrentarão novas ameaças. O gerenciamento de canais é uma filosofia e uma disciplina que garante que as empresas de mídia mantenham o controle de novos canais à medida que seus anunciantes, espectadores e até mesmo seu conteúdo mudem drasticamente. 

    Lorne Brown é presidente da SintecMedia, que oferece soluções de gerenciamento de negócios de mídia. broadcastingcable.com
    Leia mais »
  • Jovem Pan, a rádio que virou "TV"

    A "Jovem Pan" é uma rede de rádios comercial Brasileira. Fundada em 1942 e inaugurada em 1944 pelos escritores de Radionovela Julio Cosi e Oduvaldo Vianna, teve uma breve vida útil nas mãos dos dois fundadores, e foi vendida rapidamente para o famoso, Paulo Machado de Carvalho, proprietário na época de uma rede de rádios conhecida como Emissoras Unidas.  

    partir de Década de 60 a Rádio Panamericana resultado dessa fusão, se tornou a "Jovem Pan", nome fantasia que mantem até hoje. No início da década de 1970, Paulo Machado de Carvalho passou o bastão para o filho, a rádio começou a ser administrada por "Tuta", que marcou sua administração por dar uma programação Jornalística e Esportiva a Rádio, além da mudança de sua sede para a Avenida Paulista, na cidade de São Paulo onde está instalada até hoje. 

    A história da "Jovem Pan" é longa, uma história de dedicação e pioneirismo marcada atualmente pelo jornalismo sério e atuante. Tem como seu carro chefe por exemplo o "Jornal da Manhã", quem não conhece seu bordão: "vamboravambora, olha a hora, vamboravambora". 

    Sempre antenada nas novas tendências a rádio mais uma vez saiu na frente, transformando seus programas de destaque, em "canais" de vídeo no "YouTube", e com essa "sacada" inteligente a rádio iniciou espontaneamente a se tornar uma produtora de conteúdo em vídeo. Adequando seus estúdios de rádio em pequenos estúdios de TV, colocando câmeras fixas estrategicamente posicionadas, e adquirindo equipamentos necessários para a captação, edição e distribuição digital desse conteúdo está mais uma vez deixando sua marca de pioneirismo no mercado.  

    Nosso portal, Horário Nobre, centralizador de conteúdo, já inseriu em seu portfólio 8 desses canais. Distribuídos nas categorias "Cotidiano" com seus programas jornalísticos e "entretenimento" com programa esportivo e o famoso "Pânico" entre outros, estendendo ainda mais nosso leque de opções profissionais e de credibilidade para os visitantes do portal.  

    Esse novo posicionamento da rádio não visa apenas se atualizar para essa nova era digital, Jovem Pan começa a gerar receita de uma fonte nova. O que agrada seus proprietários e o departamento comercial que já estuda novas estratégias para extrair o máximo desse novo formato.  

    A Jovem Pan atualmente tem um faturamento alto, chegando a ultrapassar algumas emissoras de televisão conhecidas, provando que boa administração e ousadia em inovar andam de mãos dadas.  

    Assista Na íntegra A

     

     

    Leia mais »
  • Fissura por tragédia eleva o ibope e causa medo

    Com as ferramentas disponíveis hoje em dia para controle de audiência de websites e portais como o Horário Nobre, fica claro por que emissoras de televisão investem pesado em programas policiais e fazem de seus apresentadores personalidades milionárias e poderosas para a população. Com influência suficiente para que sequestradores entreguem suas vítimas diante das câmeras desses programas, esse seleto time de âncoras tem se tornado pessoas famosas e respeitadas não só pela população assim como para a polícia e criminosos.  

    A culpa não é nem da emissora e muito menos dos apresentadores escolhidos para ocupar esse espaço na televisão. A fissura pela tragédia está na audiência (vocês!) que eleva os índices de ibope e gera receita vinda de merchandising e comerciais, dinheiro suficiente para bancar toda a estrutura de jornalistas espalhados pelo país, equipamentos e salários inacreditáveis. 

    A tragédia é algo corriqueiro das grandes cidades e obviamente deve ser mostrada, e retratada, na mídia de maneira moderada e responsável. 

    O Absurdo é tamanho, que programas policias se regionalizaram e existe uma versão diferente para cada estado ou cidade importante do território. Funciona como uma "franquia" das emissoras, precisam seguir o mesmo padrão de sua Geradora, é "Cidade Alerta Curitiba", "Brasil Urgente RJ", "Chumbo Grosso GO", e assim por diante. 

    O ataque de informações que deprimem e geram medo é diário, e assustadoramente a população consome esse tipo de conteúdo de maneira prazerosa, buscam e pesquisam assuntos como o recente "desaparecimento da menina Vitória", em Araçariguama, região de São Paulo, da mesma maneira que buscam ouro no garimpo. 

    Felizmente para nós do Horário Nobre, nosso portal nasceu com a proposta de organizar e centralizar não só esse tipo de conteúdo, como todo o conteúdo produzido pelas emissoras de televisão do país.

    Nós do portal, não produzimos conteúdo, somos uma ferramenta para centralizar e organizar todos esses programas. Esse artigo surgiu com base na análise de dados gerada em nosso Portal, e ficamos estarrecidos com tamanho interesse da população por esse tipo de assunto. 

    Existem mais de 100 canais em nosso portal, as opções que fogem desse tipo de conteúdo são grandes, faça sua escolha. 

    Pais da menina Vitória prestam depoimento novamente

    Leia mais »
  • Datena 13 anos filiado ao PT

    José Luiz Datena, um ícone da televisão Brasileira, apresentador do Brasil Urgente da Band e atualmente também no comando do programa "Agora é com o Datena" na mesma emissora é Polêmico, e com certeza absoluta um dos únicos apresentadores com credibilidade do País, tem um histórico de dar inveja a qualquer um.  

    Iniciou sua carreira como repórter de um programa de Rádio em Ribeirão Preto "Plantão Esportivo", era repórter e locutor. Ainda em Ribeirão trocou a rádio pela televisão, onde além das reportagens esportivas começou a cobrir outros temas.  Como repórterda atual ETPV em Ribeirão ganhou dois prêmios "Vladmir Herzog".  Em 1989, cometeu um dos maiores erros de sua carreira ao subir em um palanque para apoiar o candidato Lula à presidência daquele ano. Datena foi filiado ao PT durante treze anos, e deixou o partido em 2015 com a possibilidade de se candidatar a prefeito de São Paulo se filiando ao PP, Partido Progressista.  Após ter apoiado Lula, Datena foi demitido da Globo ainda em 1989. 

    Datena Completa 61 Anos

    Sua carreira começou a deslanchar de maneira mais expressiva quando Luciano do Valle o convidou para fazer parte de sua equipe como repórter na Rede Bandeirantes, cobrindo os principais eventos esportivos no Brasil e no exterior. Foi exatamente nessa época que Datena criou o acrônimo que a emissora mantém até hoje, "Band". 

    Uma das maiores loucuras que José Luiz Datena cometeu na carreira foi trocar a "Band" pela Rede Record, onde continuaria apresentando o programa na emissora nos mesmos formatos de seu antigo programa "Brasil Urgente".  

    Quem conhece o apresentador sabe que ele não leva desaforo para casa, e após desentendimentos e insatisfações terminou o "Cidade Alerta" seu programa diário na Record com a seguinte frase: "Até um dia!". Foi quando entregou sua carta de demissão a cúpula da emissora e após 43 dias apenas se desligou da emissora mesmo tendo em seu contrato uma multa milionária aproximada em R$43 milhões de reais. Aliás multa essa que Datena pagou e pagou do próprio bolso. Esse foi um dos motivos que fez com que João Jorge Saad após conversas e almoços, fechasse seu novo contrato com Datena, que voltou a apresentar seu programa "Brasil Urgente" e seu programa nas manhãs da Rádio Bandeirantes. 

    Explosivo na televisão, Datena tem uma postura completamente diferente com família e amigos. Ajudou muita gente nos bastidores da televisão, como o amigo Jorge Kajuru, entre outros. Datena é "doente" pela sua familia e deixa isso transparecer sempre que possível. Em 2014, no programa "Mulheres" anunciou que estaria pensando na aposentadoria, o que não ocorreu. Hoje dividindo o "Brasil Urgente" com seu filho Joel, e no comando do programa "Agora é com o Datena" ele continua nos prestigiando com seus programas e tudo indica que não irá nos deixar tão cedo. 

    Foto: Christina Rufatto / Estadão

    Leia mais »
  • Saiba o que são "YouTubers e conheça alguns deles

    A plataforma de vídeos "Youtube" é a plataforma mais usada do planeta, de propriedade do Google ela tem atualmente mais de 1 Bilhão de usuários em todo o mundo, é a segunda ferramenta de busca mais acessada pelos usuários de internet, perdendo apenas para o próprio Google. Com seu poder de alcance ela tem feito coisas incríveis, desde educar pessoas com vídeos de tutorial sobre qualquer assunto, até criar novos ídolos, novos "famosos". 

    O "Youtube" tem um plano bastante pretencioso e está concretizando esse plano com o passar do tempo. Com o objetivo de se tornar a "única" ferramenta de vídeos do planeta, eles investem alto, e recompensam muito bem seus colaboradores, criadores de conteúdo, financeiramente afim de atrair mais conteúdo disseminando seus vídeos e criando uma nova categoria de celebridades, os "YouTubers". 

    Os "YouTubers" são pessoas comuns que criam vídeos e publicam seus conteúdos em canais criados na ferramenta, quando o conteúdo é interessante, ele espontaneamente é pulverizado na internet e atinge um público impressionante, chegando em alguns casos a ter uma audiência superior a pequenas emissoras de televisão. Com um investimento pequeno, uma câmera de celular, na maioria das vezes e um aplicativo de edição de vídeos esses "YouTubers" ganham muito dinheiro dependendo da quantidade de inscritos em seus canais e de visualizações dos vídeos, e de uma maneira ainda nova fazem com que os visitantes tenham entretenimento gratuito seja lá qual for seu interesse.  

    O Horário Nobre acompanhando essa tendência que veio para ficar, está dedicando um link no menu de categorias apenas para essa finalidade e diariamente iremos acrescentar mais desses famosos "YouTubers" que tenham relevância para o portal. Conheça alguns deles em nosso site. 

    O DIA EM QUE EU DESCOBRI QUE PAPAI NOEL NÃO EXISTE

    Leia mais »
RSS